close

Investimentos

Investimentos

Tesouro Direto: confira os preços e as taxas nesta terça-feira

22135_2_L.jpg

SÃO PAULO – O Tesouro Direto, programa do governo federal de compra e venda de títulos públicos, voltou a operar na tarde desta terça-feira (19). As atividades estavam suspensas devido à alta volatilidade nas taxas de juros dos títulos. 

O Tesouro IPCA+ com juros semestrais e vencimento em 2035 (antiga NTN-B), por exemplo, remunera o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) mais 5,83% ao ano, contra 5,87% a.a. pela manhã. O investidor pode adquirir o título integralmente por R$ 3.168,31, ou aplicar uma quantia mínima de R$ 31,68. 

Vale lembrar, que os juros semestrais representam uma antecipação do pagamento da rentabilidade dos títulos, e não uma rentabilidade adicional. Os títulos que não pagam juros semestrais, por sua vez, pagam toda a rentabilidade acumulada na data de vencimento dos papéis. 

Considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura do ponto de vista de risco de crédito (calote do emissor), o Tesouro Direto permite investimentos mínimos de R$ 30. O investidor pode aplicar direta mente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo a conta em uma corretora para intermediar as transações.

Confira, abaixo, os preços e as taxas dos títulos do Tesouro Direto hoje:

Título
Vencimento
Taxa de Rendimento (% a.a.)
Valor Mínimo
Preço Unitário
Indexados ao IPCA  
Tesouro IPCA+ 2024 15/08/2024 5,57 R$44,31 R$2.215,75
Tesouro IPCA+ 2035 15/05/2035 5,93 R$35,12 R$1.170,81
Tesouro IPCA+ 2045 15/05/2045 5,93 R$32,95 R$659,16
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2026 15/08/2026 5,67 R$32,19 R$3.219,06
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2035 15/05/2035 5,83 R$31,68 R$3.168,31
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 15/08/2050 5,88 R$32,12 R$3.212,65
Prefixados  
Tesouro Prefixado 2021 01/01/2021 9,44 R$31,83 R$795,82
Tesouro Prefixado 2025 01/01/2025 11,58 R$34,26 R$489,49
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 01/01/2029 11,79 R$37,80 R$945,06
Indexados à Taxa Selic  
Tesouro Selic 2023 01/03/2023 0,02 R$95,53 R$9.553,28

Quer investir nos títulos do Tesouro Direto? Abra uma conta na XP

Source link

Leia Mais...
Investimentos

empresa busca gerente regional de vendas. Prepare seu currículo!

no thumb

O grupo empresarial Peixoto está contratando para o cargo de gerente regional de vendas. A oportunidade é para Brasília (DF). A empresa busca profissionais proativos e que tenham bom relacionamento com o mercado.

Requisitos e remunerações
É necessário que os candidatos possuam ensino médio completo, experiência em gestão de equipe de vendas de distribuidor ou atacado e conhecer comercialmente a região de Brasília.

A empresa oferece salários atrativos e premiações, auxílio combustível, convênios médico e odontológico e ticket alimentação.

Inscrições
Os interessados podem enviar currículo para o endereço eletrônico do recrutador: [email protected]

 

 

Source link

Leia Mais...
Investimentos

5 estratégias do fundo multimercado que rende o dobro do CDI em 2018

23047_2_EL.jpg
Alta

SÃO PAULO – O fundo multimercado Gripen Advisory FIC FIM completa dois anos de existência neste mês e acumula ganhos de 5,2% em 2018, rentabilidade equivalente ao dobro do CDI do período. Segundo relatório da XP Investimentos enviado a clientes, a gestora SPX mantém uma visão pessimista para o cenário doméstico, sustentada por fragilidade fiscal, revisões sucessivas de atividade para baixo, desorganização do
Estado e fatores externos, como questões geopolíticas. 

Diante deste cenário, a carteira do fundo está dividida com a seguinte estratégia: 

Juros Brasil
Tomados na parte curta da curva de juros nominal.

Juros internacionais
Tomados em juros de países desenvolvidos, como Estados Unidos e Zona do Euro.

Commodities
Comprados em zinco e milho.

Bolsa brasileira
Levemente comprados em empresas dos setores de utilities e commodities, mas com exposição direcional vendida.

Bolsas internacionais
Pequena exposição vendida na bolsa americana

O fundo aplica, no mínimo, 95% em cotas do SPX Nimitz Master FIM, cuja política de investimento envolve estratégias globais, principalmente, nos mercados de juros, índices de preços, taxas de câmbio, commodities e
ações. Atualmente, a captação de novos investidores está fechada. 

Quer investir em fundos multimercados que rendem mais que o CDI? Clique aqui e abra sua conta na XP Investimentos

Source link

Leia Mais...
Investimentos

Empresa de tecnologia abre vagas para desenvolvedores em Brasília

no thumb

A empresa de tecnologia da informação HBSIS, com sede em Blumenau (SC), abre em junho 30 oportunidades de trabalho nas filiais da plataforma.

Especializada no desenvolvimento de soluções logísticas, outsourcing e sistemas de venda customizados, a companhia tem megaempresas como clientes: Ambev, Votorantin, BRF e Ultragaz, entre outras. Além de Brasília, os aprovados poderão trabalhar em Sorocaba (SP) e Maringá (PR).

As contratações serão de profissionais desenvolvedores com conhecimento na linguagem de programação C#.

Para participar da seleção, os interessados devem cadastrar o currículo no site da empresa. Além de oportunidades para esse perfil de profissional, outras estão abertas. Ao todo, a empresa tem 78 vagas a serem preenchidas, as quais você pode conferir também no site. Não há prazo para efetuar o cadastro.

Entre os benefícios oferecidos pela HBSIS, estão assistência médico-hospitalar, auxílio-educação, seguro de vida, convênio creche/escola, vale-refeição ou alimentação e convênio odontológico.

 

Source link

Leia Mais...
Investimentos

O corte de juros esfriou? O novo cenário para Selic resumido em 6 análises

21849_2_EL.jpg
Ilan Goldfajn

(Lula Marques/Agência PT)

SÃO PAULO – O mercado estava praticamente certo de que não haveria como o Banco Central deixar de reduzir as taxas de juros este ano. Muitos especulavam sobre uma postura mais “dovish” (moderada) do novo presidente do BC, Ilan Goldfajn, que quando ainda era economista-chefe do Itaú Unibanco previa diversos cortes na Selic. Contudo, o discurso de Goldfajn e o Relatório Trimestral de Inflação desta terça-feira (28), colocaram um novo cenário na mesa. Com foco total na luta para levar o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) ao centro da meta, em 4,5%, a autoridade monetária mostra que não vê hipótese de flexibilização monetária atualmente. 

Mas para os tantos “call” de queda de juros feitos nas últimas semanas, de que modo esses eventos mudaram o quadro visto por analistas. O InfoMoney compilou 6 opiniões que demonstram o que o mercado está vendo para o futuro da Selic agora. 

Alexandre Schwartsman
Para o ex-diretor do BC, Alexandre Schwartsman, sócio da Schwartsman & Associados, o discurso de Goldfajn foi duro e vai desapontar muita gente que contava com a história de que o BC não iria perseguir o 4,5% no ano que vem. “O discurso está indicando que não vai cortar juros já e que não será tão rápido e na magnitude esperada pelo mercado”, afirma ele. Na sua avaliação, o consenso do mercado de que o primeiro corte da Selic ocorrerá em agosto está fora de questão e a taxa básica de juros da economia brasileira não deve cair na magnitude esperada para atingir os 11% em meados do ano que vem. “Pela leitura do Ilan, o corte não vem nem em outubro. Ele reiterou 4,5% para fim de 2017”, avalia. Schwartsman ainda disse acreditar que o “Brexit” não teve impacto nenhum nessa perspectiva mais “hawkish” do BC para a economia. 

Goldman Sachs
A equipe de análise do banco Goldman Sachs disse que o relatório de inflação foi mais “hawkish” (agressivo) do que o esperado porque o caminho projetado para a inflação não está particularmente fácil, estando ainda acima do teto da meta nas expectativas dos economistas para o fim de 2017. “Para frente, o BC não reconhece ou traz qualquer conforto, nesse estágio, do fato de que a inflação projetada fica abaixo da meta no segundo trimestre de 2018”, explica o analista Alberto Ramos. 

Itaú Unibanco 
De acordo com o economista Caio Megale, o relatório de inflação do BC mantém a visão do Itaú de que o “cenário econômico evoluirá no sentido de permitir cortes de juros no 2º semestre”, mas o Copom (Comitê de Política Monetária) pode precisar de mais tempo para iniciar cortes de juros. “A sinalização do relatório de hoje sugere que o Copom pode necessitar de mais tempo do que nosso cenário central, em agosto, para ter convicção de iniciar o processo”, diz ele. Megale ainda afirmou que projeções publicadas no relatório de inflação indicam uma queda gradual do IPCA no cenário de referência. 

Nomura
O analista da Nomura João Pedro Ribeiro, lembra que o relatório foi muito importante por ter sido o primeiro do Banco Central sob a gestão de Goldfajn. O documento, de acordo com ele, mostrou que o BC manterá o seu objetivo de levar a inflação ao centro da meta até o fim de 2017 e que apesar da melhora em algumas projeções de inflação para 2017 e 2018, ainda é insuficiente para haver uma convergência do IPCA para 4,5% até o fim do ano que vem, principalmente se assumirmos um ciclo de relaxamento monetário.  

Tokyo Mitsubishi
O economista sênior do Banco de Tokyo Mitsubishi UFJ Brasil, Carlos Pedroso, disse que o Banco Central reforça o conservadorismo no relatório de inflação de hoje. Agora, o BC trouxe a data clara para a convergência da inflação à meta de 4,5% em 2017, diz. Pedrosa manteve após o relatório a sua previsão de Selic estável até o final do ano, com início de corte de juros previsto para janeiro, caso o CMN (Conselho Monetário Nacional) não altere a meta de inflação. “A maior preocupação é a questão fiscal. Não acredito que as medidas serão aprovadas pelo Congresso tão rapidamente quanto o mercado espera”, afirma. Ele ainda explica que dado o cenário fiscal e internacional com projeções ainda acima, ele não alteraria as metas.

XP Investimentos
Para Bruno Marques, gestor macro do fundo multimercado XP Macro, o CMN pode ver espaço para fixar a meta para inflação de 2018 em um nível de 4% ou 4,25%, com 2 pontos percentuais para cima e para baixo de banda. “Não será com banda de 1,5 ponto percentual, pois seria muito. Mas é factível o alcance de 4% ou 4,25% em 2018”, diz o gestor. De acordo com ele, o relatório trimestral foi “hawkish” e confirmou que Ilan não é como o antigo presidente do BC, Alexandre Tombini, diz Marques. “Deixou claro que ele vai entregar ou pelo menos tentar entregar a meta em 2017”, afirma. 

Source link

Leia Mais...
Investimentos

salários de até R$ 4 mil

no thumb

A Rede D’or, fundação mantenedora dos Hospitais Santa Luzia (HSL), Santa Helena (HSH) e do Coração do Brasil (HCBr), abriu vagas de emprego para Brasília. Os salários variam entre R$ 3 mil e R$ 4 mil, com Vale Alimentação e planos de saúde e odontológico.

Para concorrer às vagas, os candidatos devem ser graduados em Enfermagem e ativos no Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren) – exceto para o cargo de enfermeiro da educação continuada.

Sobre as vagas
Para enfermeiro auditor, a carga horária é de 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e exige experiência em UTI ou Centro Cirúrgico. É desejável pós-graduação (completa ou cursando) em auditoria. Uma das exigências imprescindíveis é ter nível intermediário no Excel.

Para vaga de enfermeiro da educação continuada, ainda não há carga horária definida. Entre as exigências, está pós-graduação em educação e/ou assistência e conhecimento do pacote Office. Ter experiência na área é importante. Os hospitais esperam desse profissional um perfil de boa dinâmica, comunicabilidade e desenvoltura para falar em público.

O supervisor de enfermagem UTI adulto deverá cumprir o horário das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira. Para conseguir a vaga, exige-se experiência de, no mínimo, um ano como enfermeiro assistencial em UTI e em Gestão de Enfermagem. Pós-graduação em UTI ou Gestão será bem avaliada.

No caso do supervisor de enfermagem UTIN/UTIP, a carga horária definida é das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira. Os hospitais exigem pós-graduação em UTI Neonatal e habilitação em Cateter Central de Inserção Periférica (PICC), além de entendimento em processos de Gestão de Indicadores e Pessoas.

Inscrições
As inscrições vão até 20 de junho e os interessados devem encaminhar currículo para o e-mail: [email protected], com o nome da vaga desejada no assunto.

Boa sorte!

 

 

Source link

Leia Mais...
Investimentos

Tesouro Direto volta a operar nesta quinta-feira; confira preços e taxas

30255_2_L.jpg

SÃO PAULO – O Tesouro Direto, programa do governo federal de compra e venda de títulos públicos, voltou a operar nesta tarde. As atividades foram suspensas três vezes nesta quinta-feira (14) devido à alta volatilidade nas taxas de juros dos títulos públicos.

O Tesouro IPCA+ com vencimento em 2045 (antiga NTN-B Principal), por exemplo, remunera o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) mais 5,92% ao ano. O investidor pode aplicar uma quantia mínima de R$ 32,97 ou adquirir o título integralmente por R$ 659,41. 

Com relação aos títulos prefixados, a rentabilidade máxima pode ser encontrada no Tesouro Prefixado com juros semestrais e vencimento em 2029, que paga uma taxa de 12,15% ao ano às 16h desta quinta-feira. 

Considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura do ponto de vista de risco de crédito (calote do emissor), o Tesouro Direto permite investimentos mínimos de R$ 30. O investidor pode aplicar direta mente pelo site do Tesouro, se cadastrando primeiro no portal e abrindo a conta em uma corretora para intermediar as transações.

Confira, abaixo, os preços e as taxas dos títulos do Tesouro Direto hoje:

Título
Vencimento
Taxa de Rendimento (% a.a.)
Valor Mínimo
Preço Unitário
Indexados ao IPCA  
Tesouro IPCA+ 2024 15/08/2024 5,68 R$43,93 R$2.196,98
Tesouro IPCA+ 2035 15/05/2035 5,92 R$35,10 R$1.170,16
Tesouro IPCA+ 2045 15/05/2045 5,92 R$32,97 R$659,41
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2026 15/08/2026 5,70 R$32,06 R$3.206,35
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2035 15/05/2035 5,83 R$31,61 R$3.161,55
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 15/08/2050 5,91 R$31,92 R$3.192,58
Prefixados  
Tesouro Prefixado 2021 01/01/2021 10,25 R$31,20 R$780,19
Tesouro Prefixado 2025 01/01/2025 12,08 R$33,23 R$474,78
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2029 01/01/2029 12,15 R$37,00 R$925,05
Indexados à Taxa Selic  
Tesouro Selic 2023 01/03/2023 0,02 R$95,46 R$9.546,20

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP

Source link

Leia Mais...
Investimentos

Fundos com desempenho negativo? Saiba fugir do stress atual com COEs

22367_2_L.jpg

SÃO PAULO – Desde a greve dos caminhoneiros, diversos fatores – como pesquisas eleitorais e a derrocada do dólar – criaram momento de stress nos juros e, consequentemente, resultados negativos em diversos fundos. “Na hora que virou, todo mundo sofreu um pouco”, diz João Simões, da área de COE da XP Investimentos. 

No programa COE News desta sexta-feira (15) o especialista fala sobre como driblar este tipo de adversidade alocando parte da carteira nos Certificados de Operações Estruturadas (COEs). 

Independentemente do que ocorra em termos de paridade cambial (euro-real e dólar-real), a rentabilidade do COE para o brasileiro não se move. Há produtos que se aproveitam de diminuição na volatilidade fora do país e podem funcionar para a carteira do investidor brasileiro. 

João menciona um COE que investem em índices, como o S&P 500, mas aproveitando sub-índices de bom desempenho para não saírem prejudicados ao apostar no índice como um todo. 

Vale lembrar que boa parte dos COEs têm patrimônio protegido, o que significa que o investimento inicial é mantido mesmo em caso de desempenho negativo no período de alocação. 

Confira o programa completo no player acima. 

Source link

Leia Mais...
Investimentos

UCB contrata analista de relacionamento e comunicação no DF

no thumb

A Universidade Católica de Brasília (UCB) está contratando funcionário para trabalhar com promoção e eventos. É desejável que os candidatos tenham bom relacionamento com o mercado.

Requisitos
As exigências aos interessados são: ensino superior completo em comunicação social, relações públicas ou marketing; experiência com planejamento e organização de eventos institucionais internos e externos; experiência com captação e relacionamento com clientes, parceiros e fornecedores; experiência com montagem de briefing e realização de cotações para operacionalização de eventos; experiência com gestão, controle e acompanhamento de orçamento para eventos.

O contratado deve ter disponibilidade para trabalhar 44 horas semanais, no Campus I – Águas Claras. O salário será combinado, mais pacote de benefícios: plano de saúde, plano odontológico, vale-alimentação ou vale-refeição, vale-transporte e seguro de vida.

Inscrições
Os interessados podem enviar currículo para o e-mail do recrutador: [email protected]

 

Source link

Leia Mais...
Investimentos

Ilan mostra a que veio: as falas do novo presidente do BC que agitaram o mercado nesta terça

21533_2_EL.jpg
Ilan Goldfajn

(Wilson Dias/ Agência Brasil)

SÃO PAULO – A primeira entrevista de Ilan Goldfajn no comando do Banco Central pós-Relatório Trimestral de Inflação, no final da manhã desta terça-feira (28), movimentou os mercados e já mostrou a que o novo presidente da autoridade monetária veio.

Se o RTI já apontou para um tom mais hawkish (duro) sobre a inflação, o que fez com que as principais taxas dos juros futuros subissem fortemente, o cenário foi reforçado com a entrevista de Goldfajn, que reforçou que IPCA de 4,5% é o objetivo para 2017 e descarta adotar meta ajustada. Isso sinalizou que o corte de juros pelo Copom (Comitê de Política Monetária) pode acontecer depois do que os investidores estavam esperando. O mercado ainda aponta para corte da Selic, atualmente em 14,25% ao ano, no segundo semestre, mas passou a considerar atuação neste sentido só em agosto, enquanto há quem avalie que não haverá corte de juros este ano.

Porém, com Ilan Goldfajn destacando que é possível atingir a meta de inflação em 2017 e reiterando que o BC “não está sozinho” (ou seja, sem a ajuda do fiscal), uma vez que a “equipe econômica está trabalhando com coerência” e coesão, a expectativa é de que a Selic possa cair num prazo maior, o que impactou os contratos com vencimentos mais longos, que tiveram queda nas taxas. 

Com isso, o contrato futuro com vencimento em janeiro de 2017 (ou seja, vencimento mais curto) subiu 19 pontos-base nesta sessão, fechando a 13,84%, enquanto o contrato com vencimento em janeiro de 2018 teve alta de 15 pontos-base, para 12,69%. Já os contratos mais longos apresentaram queda: o contrato com vencimento para janeiro de 2021 teve queda de 15 pontos-base, para 12,08%. 

As frases de Ilan que movimentaram o mercado de DI hoje 

“O ano de 2015 foi de choque, inflação muito elevada, em parte devido à depreciação forte [do real], a inflação de [preços] administrados muito forte. Desde então, o objetivo do regime de metas tem sido fazer a convergência de volta para o centro da meta”

“Não há necessidade de se ter uma meta de inflação ajustada”

 “Todos esperamos que as condições se apresentem para flexibilização das condições monetária. A projeção mostra que estamos muito perto da meta para 2017″

 “Objetivo do regime de metas é cumprir plenamente meta de inflação, mirando ponto central”

“O centro da meta em 2017 é (meta) ambiciosa e crível ao mesmo tempo”

 “Movimento de redução dos juros básicos tem de ser feito de forma responsável”

Dólar
Reforçando o tom duro, Ilan descartou qualquer possibilidade da instituição adotar um ajuste da meta de inflação do ano que vem. “Mesmo neste caso, a magnitude do desvio não necessita ajustar a meta. Para deixar claro: a meta de 4,50% em 2017 é o nosso objetivo”. O BC, no relatório de inflação, projetou IPCA em 4,7% em 2017, ainda acima do centro da meta, o que contrariou a ata do último Copom comandado por Alexandre Tombini, que cravou a inflação em 4,5%. Desta forma, o novo BC ainda vê a inflação acima do seu objetivo. 

O câmbio também se movimentou bastante nesta sessão; além da fala que indicou postergação do corte de juros, o que deve atrair mais capital para o Brasil, Ilan Goldfajn leu novamente trecho do discurso de posse, que afirmou continuar válido: “o BC aprecia regime de câmbio flutuante dentro do tripé macroeconômico”. Mas ressaltou que, uma vez dito isso, poderá usar todas as ferramentas que dispõe, mas dentro do regime, para reduzir swap quando e se for possível. Durante a fala de Ilan, o dólar saiu da casa dos R$ 3,34 para R$ 3,31, atingindo a mínima por volta das 13h, aos R$ 3,30. 

O cenário externo também ajudou, em meio às expectativas de que os Bancos Centrais pelo mundo vão atuar para evitar uma derrocada econômica após dois dias de sell-off com o Brexit. Com isso, o dólar futuro com vencimento em julho registrou queda de 2,63%, a R$ 3,307, enquanto para agosto teve queda de 2,69%, a R$ 3,332. O dólar comercial fechou em baixa 2,61%, a R$ 3,3045 na compra e R$ 3,306 na venda, fechando na casa dos R$ 3,30 pela primeira vez em quase um ano. 

Confira abaixo as falas de Ilan sobre o dólar – e que acentuaram a queda da moeda:  

“O BC aprecia regime de câmbio flutuante dentro do tripé macroeconômico”

Temos dois objetivos: manter o regime de câmbio flutuando e, ao mesmo tempo, encontrar uma janela de oportunidade para continuar reduzindo o estoque de swap [operação de câmbio no mercado futuro], quando e se for possível”

Source link

Leia Mais...
1 2 3 31
Page 1 of 31